Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo

Notícias e conteúdos sobre a prática do jornalismo na área de meio ambiente no Brasil e no Mundo

Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental lança nova edição – Brasken ataca o consumismo e a ARI defende um jornalismo de qualidade

Deixe um comentário

Captura de Tela 2019-05-14 às 14.48.25O Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental chega a sua 6ª edição, valorizando reportagens que abordam ações positivas pela preservação do meio ambiente. O prêmio, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES/RS), Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e a empresa Braskem recebe inscrições a partir de 14 de maio.

Podem concorrer trabalhos de jornalistas profissionais que atuam no Rio Grande do Sul e tenham feito reportagens relacionadas ao meio ambiente publicadas entre 1º de julho de 2018 e 30 de junho de 2019. Estudantes de jornalismo de universidades gaúchas concorrem em uma categoria especial.

Neste ano, uma das novidades é a possibilidade de textos publicados em blogs concorrerem ao prêmio. São cinco categorias: fotojornalismo, mídia impressa, radiojornalismo, telejornalismo e webjornalismo.

A Braskem tem como um de seus pilares a promoção do desenvolvimento sustentável e, recentemente, consolidou o compromisso de atuar no desenvolvimento da Economia Circular ao fomentar parcerias, novas tecnologias e a educação ambiental para promover o descarte correto e o retorno dos resíduos recicláveis ao processo produtivo. De acordo com o diretor de Relações Institucionais da Braskem no RS, João Freire, os jornalistas têm um papel importante a desempenhar neste processo: “A imprensa tem o potencial de motivar a sociedade a adotar novos hábitos que levam em conta a preservação dos recursos. Entre produção, consumo e descarte, há muitas soluções a serem implementadas para fortalecer a economia circular”, afirma. Freire atacou o consumismo e elogiou ‘a simplicidade das coisas’.

O presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino Souza, ressalta que a premiação é um estímulo no avanço de uma história de preservação que começou há décadas: “Lutzenberger foi fundamental para despertar a consciência ecológica e defender um ambiente sustentável. Sua atuação motivou o jornalismo para temas relacionados à vida do planeta. Um prêmio à cobertura jornalística serve para manter as lições sobre educação ambiental. A ARI sente-se honrada em ajudar nessa missão.”  Batista Filho, presidente do Conselho Deliberativo da entidade,defendeu a necessidade de um bom jornalismo de forma que os fatos sejam bem informados à população. 

A presidente da ABES/RS, Jussara Kalil Pires, reitera a importância de fomentar pautas positivas sobre a temática: “Os jornalistas e veículos de imprensa são grandes aliados na difusão de informações sobre ambiente, saneamento, tecnologias ambientais e alternativas de solução para nossos problemas.

  • As inscrições para o Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental vão até 3 de setembro. Além do troféu, o primeiro colocado de cada categoria ganhará um prêmio de 5 mil reais. O segundo colocado receberá 2,5 mil reais e o terceiro, 1 mil reais. No Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário, a premiação será de 1 mil reais para o primeiro colocado e 500 reais para o segundo. Os vencedores serão conhecidos durante cerimônia de premiação, prevista para o mês de outubro. O regulamento completo e o formulário para inscrição se encontram no site premiojornalismoambiental.com.br.

 

Anúncios

Autor: Redação

Jornalista, Porto Alegre, RS Brasil.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s