Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo

Notícias e conteúdos sobre a prática do jornalismo na área de meio ambiente no Brasil e no Mundo

Edital Conexão Oceano oferece bolsas para a produção de reportagens e prêmio para fotografias

Deixe um comentário

Iniciativa da Fundação Grupo Boticário em parceria com a COI-Unesco pretende estimular a produção de conteúdo jornalístico de qualidade sobre oceano, mudanças climáticas e resiliência costeiro-marinha

Categoria Fotografia premiará melhores trabalhos em quatro categorias: paisagem marinha, atividade relacionada com o mar, protagonismo feminino e vida marinha

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e a Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da Unesco lançaram nesta segunda-feira, 28/3/3022, a segunda edição do Edital Conexão Oceano de Comunicação Ambiental. A principal novidade é inclusão da categoria Fotografia no processo, que distribuirá até R$ 30 mil em prêmios para imagens de espécies, paisagens e atividades relacionadas com o oceano e ambientes costeiro-marinhos. Na categoria Jornalistas, até cinco projetos de reportagem serão selecionados para receber bolsas de R$ 8 mil cada. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de maio por meio de formulário disponível no site da Fundação Grupo Boticário.

Com o sucesso da primeira edição, decidimos manter o apoio à produção de reportagens e ampliar o escopo do Edital, sempre em busca de conteúdos qualificados. Acreditamos que a comunicação tem potencial de sensibilizar e engajar a sociedade, além de chamar a atenção da opinião pública, investidores e tomadores de decisão para assuntos relacionados à sustentabilidade marinha“, afirma o gerente sênior de Engajamento, Comunicação e Relações Institucionais da Fundação Grupo Boticário, Omar Rodrigues.

Na categoria Jornalistas, os interessados devem inscrever propostas de pauta que abordem a relação existente entre mudanças climáticas, clima, oceano e resiliência e adaptação costeiro-marinha. Podem se inscrever profissionais formados ou que comprovem exercer a função regularmente há pelo menos dois anos, sem a necessidade de serem especializados em coberturas ambientais. A seleção considerará a criatividade e originalidade da pauta; a relevância do tema para a sociedade; a consistência do plano de apuração e de divulgação; o currículo e a qualidade das produções anteriores do candidato; além do alcance do veículo de comunicação. As inscrições poderão ser individuais ou em dupla e as reportagens deverão ser publicadas em veículos de comunicação impressos, portais, sites, emissoras de rádio ou TV.

“O Edital permitiu que nos dedicássemos em profundidade ao tema de nossa reportagem, o que não costuma ser possível no dia a dia tão corrido das redações. Além disso, a própria organização nos ofereceu apoio, sugestão de fontes e outras orientações para tornar o material mais rico e completo, sempre com a independência necessária para o trabalho jornalístico”, conta jornalista Cristiane Prizibisczki, do site ((o))Eco, contemplada, junto com Carolina Lisboa, na primeira edição do Edital para produzir reportagem sobre a legislação costeiro-marinha no Brasil.

Fotografia

Na categoria Fotografia, podem se inscrever fotógrafos profissionais e amadores. As imagens devem retratar o oceano em seus diversos ecossistemas e habitats nas seguintes temáticas: Paisagem (ambientes naturais brasileiros, como praias, manguezais, restingas, dunas, estuários, subaquáticos); Atividade relacionada com o mar (atividades econômicas, culturais, esportivas, científicas, recreativas, de bem-estar desenvolvidas na costa brasileira); Protagonismo feminino (a presença feminina nas diversas atividades desenvolvidas, no Brasil, em contato com o oceano) e Vida marinha (espécies nativas da costa brasileira que vivem na terra, na água, no ar). Também haverá premiação aos três vencedores da categoria Voto Popular.

Década do Oceano

O Edital Conexão Oceano de Comunicação Ambiental está alinhado com a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, ou simplesmente Década do Oceano, que busca conscientizar a população global sobre a importância dos oceanos e mobilizar atores públicos, privados e da sociedade civil organizada em ações que promovam a saúde e a sustentabilidade dos mares.

A Fundação Grupo Boticário é reconhecida pela Unesco e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações como uma das representantes da sociedade civil da Década do Oceano no Brasil.

Serviço

Fonte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s