Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo

Notícias e conteúdos sobre a prática do jornalismo na área de meio ambiente no Brasil e no Mundo


Deixe um comentário

Maristela Crispim escreve sobre o Jornalismo e a cobertura da emergência climática

A Cobertura da emergência climática exigirá investigação, independência e cobertura in loco

por Maristela Crispim* (12/12/2022)

Em 2023, a cobertura de meio ambiente enfrentará o desafio de vigiar poderes, lutar contra a desinformação, fiscalizar ações e educar a população, conectando um dos temas mais urgentes da atualidade ao dia a dia das pessoas

Após a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, a ECO-92, floresceram colunas, páginas, cadernos, suplementos, revistas, jornalistas especializados na cobertura ambiental no Brasil. Com o passar dos anos, essa efervescência foi arrefecendo e a cobertura especializada amadureceu, sobretudo com a realização de outros grandes eventos como as Conferências do Clima, as COPs. E essa cobertura foi ganhando mais ares de jornalismo científico.

Este processo sofreu um duro golpe, no entanto, com as mudanças sofridas nas grandes redações durante as últimas décadas, com profissionais cada vez menos experientes, com menos tempo, autonomia e espaço. Os mais experientes que não migraram para a área de assessoria de comunicação ou ensino superior, passaram a atuar como freelancers ou abriram novas mídias digitais independentes. Há exceções, é claro. Mas são poucas.

Continuar a ler


Deixe um comentário

Associação O Eco contrata jornalistas

O site oeco.org.br está preparando cobertura das eleições de forma especial e abriu duas vagas para jornalistas. Diz a nota da Associação O Eco, que mantém o site, que “em 2022, o Brasil passará por um dos seus mais importantes processos eleitorais da história recente”. O formulário para o interessado se candidatar está lincado aqui e deve ser enviado até 24 de julho de 2022.

Os profissionais selecionados receberão R$ 8 mil mensais por oito meses, com possibilidade de extensão. São requisitos:

  • Experiência em redação de textos jornalísticos;
  • Experiência desejável na cobertura de temas socioambientais e política ambiental;
  • Rapidez para trabalhar em ritmo de hardnews/tempo real;
  • Que seja pró-ativo(a), interessado(a) em aprender e conhecer novas áreas;
  •  Experiência com jornalismo online.

E também espera-se que os candidatos tenham:

  • Ensino superior completo;
  • Mais de quatro anos de experiência em reportagem;
  • Português impecável.

Os responsáveis pelo site jornalístico acreditam que “o Jornalismo Ambiental de ((o))eco deve exercer um importante papel de informar, denunciar e pautar o debate público relacionados a temas ambientais”.Dados os últimos movimentos e declarações autoritárias e antidemocráticas, o próprio Estado de direito brasileiro está sendo colocado em xeque. O atual contexto tem sido caracterizado pelo intenso fluxo de ações classificadas por ambientalistas e organizações da sociedade civil como desmonte, seja na própria gestão do Ministério do Meio Ambiente quanto por retrocessos legislativos no tema. Esse cenário exige uma atenção ainda maior para o debate público que se aproxima com as eleições de 2022.”