Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo

Notícias e conteúdos sobre a prática do jornalismo na área de meio ambiente no Brasil e no Mundo


Deixe um comentário

Curso para identificar notícias falsas

Captura de Tela 2017-05-04 às 22.07.12O curso  Fact-checking: a ferramenta para combater notícias falsas está sendo organizado pela  Associação Nacional dos Jornais (ANJ) e pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin, graças ao apoio do Google News Lab.

É  um curso gratuito e aberto, qualquer interessado em checagem de discurso público pode participar. Neste curso você vai aprender sobre as técnicas e metodologias por trás do fact-checking, acompanhará os bastidores de alguns dos trabalhos de maior repercussão da agência Lupa e verá, por meio de exercícios práticos, que qualquer um pode (e deve) ser um checador.

O curso será ministrado por Cristina Tardáguila tem 37 anos,  fundadora e diretora da Agência Lupa. Nasceu em Belo Horizonte e cresceu no Rio de Janeiro. É graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pós-graduada – também em Jornalismo – pela Universidad Rey Juan Carlos, em Madrid, na Espanha e, ainda em 2017, termina um MBA em Marketing Digital pela Fundação Getulio Vargas. Desde novembro de 2015, Cristina dirige a Agência Lupa, a primeira agência de fact-checking do Brasil. Em seu currículo como repórter e editora, acumula passagens pelos jornais O Globo (RJ) e Folha de S.Paulo (SP), além da revista piauí. É autora do livro “A arte do descaso” (Intrínseca), que conta a história do principal roubo de arte do Brasil.


Deixe um comentário

Núcleo de Ecojornalistas do RS reinicia debates para esclarecimento de profissionais e comunidade

captura-de-tela-2017-03-01-as-14-10-29O NEJ-RS – Nucleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul reiniciou em fevereiro os debates públicos chamados de Terças Ecológicas, realizados normalmente em espaço da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O tema tratado em 10 de fevereiro foi o desmonte dos órgãos ambientais do Rio Grande do Sul levado a cabo pelo governo estadual local. A atividade contou com o apoio da Fundação Luterana de Diaconia (FLD) – veja matéria completa divulgada na EcoAgência de Notícias, outra iniciativa mantida pelo do NEJ-RS.

A entidade dos ecojornalistas gaúchos promove há anos as Terças Ecológicas com o intuito de levar a estudantes e profissionais do jornalismo a oportunidade de debater com especialistas das mais diversas áreas do conhecimento as prementes questões ecológicas.


Deixe um comentário

Fatma divulga os finalistas da 9ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental

fatmaA Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e a Engie Energia anunciaram nesta segunda-feira, 21, os finalistas da 9ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental. A premiação reconhece as melhores matérias jornalísticas sobre meio ambiente publicadas na imprensa catarinense em quatro categorias: mídia impressa, mídia eletrônica, internet e fotojornalismo. Além dos finalistas, o júri também selecionou alguns trabalhos e veículos que irão receber menção honrosa por participação. Os vencedores serão conhecidos durante jantar de premiação em  1º de dezembro, em Florianópolis.

Nesta edição, 118 trabalhos foram inscritos, recorde do Prêmio. Para o presidente da Fatma, Alexandre Waltrick, isso reforça que a iniciativa se consolida como um importante meio de valorização do meio ambiente e do jornalismo catarinense. “Acreditamos no jornalismo como ferramenta fundamental de educação e valorização ambiental. É gratificante ver a adesão dos jornalistas catarinenses a essa iniciativa e, neste ano em especial, as matérias estavam muito bem apuradas e produzidas”, comenta o presidente.  Continuar a ler


Deixe um comentário

Marrakech, 2016: jovens promovem cobertura colaborativa da COP22

captura-de-tela-2016-11-06-as-09-37-26Há um ano, os olhos do mundo se voltaram para a Conferência ONU sobre o Clima (COP21), em Paris, para ver assinado um Acordo Global do Clima que dará início a uma nova fase no combate ao aquecimento global e suas consequências.

Agora, de 7 a 18 de novembro, a cidade de Marrakech, no Marrocos, recebe novamente representantes de todos os continentes para discutir práticas que tornem efetivo o acordo assinado em 2015. E a Agência Jovem de Notícias Internacional estará presente com 60 jovens do Brasil, Argentina, Colômbia, Paraguai, Itália, França e Marrocos, para realizar a cobertura do evento e acompanhar a mobilização da sociedade civil – além de participar de atividades de sensibilização e advocacy. E não só. Também estará com uma equipe de adolescentes e jovens fazendo a cobertura educomunicativa da Conferência Internacional dos Jovens sobre o Clima, a COY12, que acontece de 4 a 6 de novembro em Marrakech.

A Agência Jovem de Notícias Internacional é um projeto de Educomunicação que pretende contar de forma colaborativa, a partir da perspectiva da juventude e por meio da produção de artigos, fotos e vídeos, o que estará acontecendo na “capital cultural” do Marrocos. Neste quinto ano de atividade, seguirá os eventos ligados à COP22 com o dobro de jovens em relação a Paris – prontos para acompanhar as negociações que buscam conter o aumento médio global da temperatura do Planeta abaixo do limite de 2°C, como estabelecido no Acordo de Paris.

O projeto da Agência Jovem de Notícias é coordenado pela ONG Viração Educomunicação e conta com a colaboração, pelo quarto ano consecutivo, da Associação Engajamundo e o coletivo Climax Brasil, que focam sua participação no trabalho de incidência política e advocacy, com o objetivo de influenciar o posicionamento do Brasil na obtenção de resultados.

O projeto conta ainda com as parcerias da Fundación Tierravida, Rede de Adolescentes e Jovens Comunicadoras e Comunicadores, Rede MasVos, Associazione Viração&Jangada, Associazione In Medias Res, Osservatorio Trentino sul Clima, Província Autônoma de Trento, Monde Pluriel e Aspea.

Sites

O conteúdo da cobertura da Agência Jovem estará disponível em 4 línguas: português, espanhol, inglês, italiano e francês nas seguintes plataformas online, além das respectivas redes sociais:

Português: agenciajovem.org
Inglês: www.youthpressagency.org
Espanhol: redmasvos.org
Italiano: stampagiovanile.it
Francês: www.thenewvoiceofplanet.flazio.com

Facebook:
agenciajovem
redmasvos
stampagiovanile
tribeofwhy

Contatos:
Bruno Ferreira
Email: bruno@viracao,org
Tel.: 011 3237-4091/ 3115-0142


Deixe um comentário

Campo Grande News conquista 2º lugar em prêmio de jornalismo ambiental

Os jornalistas Guilherme Henri e Priscilla Peres assinam matéria sobre a conquista do 2o. lugar no Prêmio Águas Guabiroba de Jornalismo Ambiental pela equipe do Campo Grande News.

Jornalista Chloé Pinheiro recebendo o prêmio na noite deste sábado (Foto: Priscilla Peres)
Jornalista Chloé Pinheiro recebendo o prêmio na noite deste sábado (fotografia de Priscilla Peres)

 

O Campo Grande News conquistou o segundo colocado na 7ª edição do Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental. Na categoria webjornalismo, com a reportagem “Saneamento ajuda, mas não é suficiente para salvar córregos de Campo Grande” as jornalistas Luana Rodrigues e Chloé Pinheiro faturaram R$ 3 mil, na premiação que foi entregue, na noite deste sábado (5), no Yotedy.

Nesta edição foram mais de 80 inscritos. O primeiro colocado na categoria webjornalismo foi o jornalista Anderson Viegas, do G1 MS, com a reportagem “Campo Grande tem 3ª maior evolução entre Capitais em cobertura de esgoto, que levou para casa R$ 7 mil.

No total foram distribuídos R$ 50 mil em prêmios aos primeiros e segundos colocados das categorias: fotojornalismo, jornal impresso, webjornalismo, telejornalismo e radiojornalismo. Além da premiação em dinheiro, todos os ganhadores receberam troféus.

O objetivo do prêmio, conforme a Águas Guariroba, é incentivar a produção de reportagens sobre saneamento básico e valorizar e reconhecer a importância do trabalho do profissional de imprensa na difusão de conhecimento em busca da sustentabilidade.

Continuar a ler


Deixe um comentário

Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental define finalistas de 2016

Captura de Tela 2016-11-06 às 09.24.44.jpegA Comissão Julgadora do Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental definiu os finalistas da edição de 2016, que vai distribuir R$ 50 mil em dinheiro para as melhores reportagens sobre saneamento em Campo Grande.

Para cada uma das cinco categorias (Fotojornalismo, Jornal impresso, Webjornalismo, Telejornalismo, Radiojornalismo), foram selecionados dois trabalhos. Os campeões das categorias serão conhecidos em evento que será realizado no próximo sábado, 05/11, às 20 horas, no Yotedy. Continuar a ler


Deixe um comentário

Roberto Villar será paraninfo da turma de Jornalismo da Uniritter

Recebendo convite para ser paraninfo dos formandos de Jornalismo da UniRitter no dia 13 de outubro

Recebendo convite para ser paraninfo dos formando de Jornalismo da Uniritter no último dia 13/10/2016 – Crédito: Formandos/Divulgação

Sem dúvida o fato de ter sido escolhido como paraninfo pelos alunos de Jornalismo da Uniritter é, no caso de Roberto Villar, uma referência ao fato de ter sido um dos precursores dos programas ambientais em rádios do Rio Grande do Sul e, claro, à qualidade e dedicação que tem dedicado à atividade de professor. Roberto também foi fundador da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental – RBJA. Abaixo, reproduzimos texto de sua autoria: 

 

Por Roberto Villar Belmonte

As mãos trêmulas e a emoção na voz da Caroline Correa Nunes jamais esquecerei. Na noite do dia 13 de outubro, uma quinta-feira, os formandos do curso de jornalismo do Centro Universitário Ritter dos Reis – UniRitter entraram na minha sala de aula para me trazer um convite especial. Continuar a ler