Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo

Notícias e conteúdos sobre a prática do jornalismo na área de meio ambiente no Brasil e no Mundo


Deixe um comentário

Curso para identificar notícias falsas

Captura de Tela 2017-05-04 às 22.07.12O curso  Fact-checking: a ferramenta para combater notícias falsas está sendo organizado pela  Associação Nacional dos Jornais (ANJ) e pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin, graças ao apoio do Google News Lab.

É  um curso gratuito e aberto, qualquer interessado em checagem de discurso público pode participar. Neste curso você vai aprender sobre as técnicas e metodologias por trás do fact-checking, acompanhará os bastidores de alguns dos trabalhos de maior repercussão da agência Lupa e verá, por meio de exercícios práticos, que qualquer um pode (e deve) ser um checador.

O curso será ministrado por Cristina Tardáguila tem 37 anos,  fundadora e diretora da Agência Lupa. Nasceu em Belo Horizonte e cresceu no Rio de Janeiro. É graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pós-graduada – também em Jornalismo – pela Universidad Rey Juan Carlos, em Madrid, na Espanha e, ainda em 2017, termina um MBA em Marketing Digital pela Fundação Getulio Vargas. Desde novembro de 2015, Cristina dirige a Agência Lupa, a primeira agência de fact-checking do Brasil. Em seu currículo como repórter e editora, acumula passagens pelos jornais O Globo (RJ) e Folha de S.Paulo (SP), além da revista piauí. É autora do livro “A arte do descaso” (Intrínseca), que conta a história do principal roubo de arte do Brasil.

Anúncios


Deixe um comentário

Lançada 4ª edição do Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental, exclusivo para jornalistas do RS

Captura de Tela 2017-04-05 às 12.00.53Em cerimônia realizada na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre,  nesta terça-feira (4/4), foi lançada a quarta edição do Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental. Os organizadores prometem prêmios de até R$ 5 mil reais aos vencedores. As inscrições vão até 31 de agosto de 2017.

O prêmio é uma promoção conjunta da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – Seção RS (ABES/RS), Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e a empresa de petroquímicos Braskem para homenagear um dos pioneiros da ecologia no Rio Grande do Sul e que dá título ao prêmio, José Lutzenberger (para conhecer, site da Fundação Gaia). Diz a divulgação realizada pelos organizadores  que o prêmio tem como objetivo incentivar a divulgação de experiências, com destaque para a aplicação de novas tecnologias, em especial na área do saneamento ambiental, bem como esforços de empresas e entidades, escolas e universidades, pessoas e instituições públicas e privadas na busca de soluções sustentáveis. Continuar a ler


Deixe um comentário

Anunciado VII Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental

captura-de-tela-2017-03-03-as-03-37-53A Jornalista Ana Carolina Amaral, da direção da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental, anunciou em fevereiro, ainda informalmente, a realização da sétima edição do Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental. O evento acontecerá de 5 a 7 de outubro de 2017, em São José dos Campos, SP. Será anfitrião do encontro que reúne os jornalistas que trabalham com questões ambientais a UNIVAP – Universidade do Vale do Paraíba.

O tema do VII CBJA será Tempo de Resiliência: clima, água e jornalismo. A programação está sendo montada e em seguida serão abertas as inscrições.

  • Sendo jornalista ou estudante de jornalismo, para participar nos espaços de discussões da RBJA, acesse www.rbja.jor.br.

 


Deixe um comentário

Núcleo de Ecojornalistas do RS reinicia debates para esclarecimento de profissionais e comunidade

captura-de-tela-2017-03-01-as-14-10-29O NEJ-RS – Nucleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul reiniciou em fevereiro os debates públicos chamados de Terças Ecológicas, realizados normalmente em espaço da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O tema tratado em 10 de fevereiro foi o desmonte dos órgãos ambientais do Rio Grande do Sul levado a cabo pelo governo estadual local. A atividade contou com o apoio da Fundação Luterana de Diaconia (FLD) – veja matéria completa divulgada na EcoAgência de Notícias, outra iniciativa mantida pelo do NEJ-RS.

A entidade dos ecojornalistas gaúchos promove há anos as Terças Ecológicas com o intuito de levar a estudantes e profissionais do jornalismo a oportunidade de debater com especialistas das mais diversas áreas do conhecimento as prementes questões ecológicas.


Deixe um comentário

Inscrições para premiação da Sociedade de Jornalistas Ambientais dos Estados Unidos terminam em 1º de abril

captura-de-tela-2017-02-27-as-21-25-35Não é necessário ser  membro do SEJ – Sociedade de Jornalistas Ambientais ou um especialista em meio ambiente para concorrer ao prêmio da Sociedade que tem sede em Jenkintown, Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Repórteres que cobrem saúde, política, ciência, energia e governo local são encorajados a concorrer com trabalhos sobre temas ambientais. A  SEJ recebe inscrições de fora os EUA, mas o material original deve ser acompanhado  de uma tradução completa para o  Inglês. .

Veja as regras completas para obter detalhes sobre todas as categorias.

Inscrições: até 1º de abril de 2017.

Detalhes


Deixe um comentário

Entregue prêmios de jornalismo ambiental da Universidade de Chapecó

captura-de-tela-2017-02-27-as-19-48-17As atividades envolvendo os 18 anos do curso de Jornalismo da Unochapecó terminaram em comemoração. Na última segunda-feira (20/2/2017), profissionais e estudantes tiveram seus trabalhos reconhecidos através da entrega do VIII Prêmio Unochapecó-Caixa de Jornalismo Ambiental. A premiação de R$ 10 mil reais foi dividida em duas categorias: profissional e acadêmico.

Uma iniciativa do curso de Jornalismo em parceria com a Unochapecó e a Caixa Econômica Federal, o Prêmio bateu recorde de inscritos pela terceira vez consecutiva.

Segundo o coordenador do curso, professor Vagner Dalbosco, o sucesso se deve à credibilidade do prêmio, valorizado entre acadêmicos e profissionais da região Sul.”Esse ano tivemos 90 trabalhos inscritos e a qualidade das produções surpreendeu a comissão julgadora. Reportagens extensas, aprofundadas no tema meio ambiente. Acredito que, ao promover um tema como “Meio Ambiente e Saúde Pública”, o prêmio estimula o debate, o fazer pensar, que é o pilar do Jornalismo”.

A entrega do troféu e o certificado aos ganhadores aconteceu nesta segunda-feira (20/02), no Salão de Atos da Universidade durante a Aula Inaugural dos cursos de Comunicação e Design. Estiveram presentes na cerimônia o coordenador do curso de Jornalismo, Vagner Dalbosco, o diretor da área de Ciências Sociais Aplicadas, Sady Mazzioni, o vice-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Márcio da Paixão e o superintendente em exercício da Caixa Econômica Federal, Darci Ziperer.

O Prêmio tem como objetivo incentivar a prática jornalística, e os ganhadores desse ano produziram matérias para as mídias rádio, web, TV e impresso.

 

 


Deixe um comentário

Vida longa ao Jornalismo! diz Roberto Villar

Na noite deste sábado (4/2/2017)o jornalista e professor Roberto Villar Belmonte foi o paraninfo da turma de jornalismo da Uniritter. Com profundas vinculações históricas ao jornalismo ambiental, ele diz, na oração proferida, “nossa missão como jornalistas é informar para transformar o mundo” e se mostrou indignado com a atitude passiva do profissional que aceita o uso de agrotóxicos, o lançamento de esgotos e de efluentes industriais em nossos rios. “A sociedade brasileira precisa de jornalistas responsáveis, que produzam conteúdo inédito,  relevante, bem apurado, contextualizado e pautado pelo interesse público”, afirmou. Concluiu sua fala com o punho levantado: “vida longa ao jornalismo!“. Assista a íntegra do pronunciamento do professor, ao final aplaudido de pé pelos presentes:

captura-de-tela-2017-02-05-as-15-48-46

Link ao vídeo o youtube.